Objeto de aprendizagem original

Publicado: novembro 30, 2011 em Uncategorized

objetooriginalgrupomeioambiente2

O link acima dá acesso ao objeto original do Grupo Meio ambiente 2 .Consiste em um artigo publicado em pdf sobre o tema : Efeitos biológicos das radiações.Dica: clique no link, abrirá uma janela, clique novamente no link e abrirá o arquivo em pdf.Disponiblizamos também aqui abaixo o texto do objeto original :

Efeitos biológicos da radiação

Quando ocorre um acidente nuclear, três tipos de radiações podem ser emitidas: Partículas alfa, beta e raios gama .As partículas alfa são consideradas inofensivas e não atravessam a pele humana.As partículas beta podem atravessar até um centímetro na pele e gerar queimaduras.Já os chamados raios gama podem atravessar a pele,são extremamente perigosos, pois podem causar alterações celulares e câncer

A incidência de radiação sobre o corpo humano pode ocorrer por dois mecanismos:

Mecanismo de ação direta

Ocorre quando estruturas como o DNA, enzimas e lipídeos de membrana são atingidas diretamente pela radiação. Os efeitos sobre o DNA são: substituição,deleção ou adição de bases nitrogenadas, ruptura de uma fita ou da dupla fita de DNA, inibição temporária ou permanente da síntese de DNA, alterações em mitose, gerando  alterações em sínteses protéicas.Para enzima, pode ocorrer alteração em estrutura secundária  e terciária de proteínas.Para os lipídeos pode acontecer ruptura da ligação na estrutura de fosfolipídios de membrana .Pode ocorrer  alteração na permeabilidade de membrana plasmática  para potássio ou Sódio.

Mecanismo de ação indireta

Ocorre quando a radiação atinge uma molécula de água que compõe nosso organismo e esta molécula funciona como um elemento intermediário. Quando a molécula de água for atingida por radiação, isso determinará  o que chamamos de radiólise da água.A molécula de água atingida por radiação produzirá radicais livres de ação redutora e oxidante..Estes radicais liberados poderão reagir com compostos orgânicos.Temos, por exemplo, formação de agente oxidante como o peróxido de hidrogênio ,em altas concentrações .Com a liberação de radicais livres e a combinação destes com alguns compostos orgânicos pode gerar a formação de compostos químicos como  DNA ,RNA e  enzimas totalmente alterados.As biomoléculas que compõem o organismo podem ficar todas alteradas em questão de segundos ou horas.No homem, as respostas biológicas podem acontecer em minutos ou até se perdurar ao longo de anos, com efeitos  genéticas ou somáticas.Todos estes efeitos somáticos ou genéticos provocados pela radiação, afetando os tecidos, gerando estas alterações biológicas s são chamados radiolesões

Efeito sobre a célula:

Alterações celulares podem ser produzidas em intervalo de tempo curto quando as células são submetidas a radiação, mas modificações celulares mais acentuadas podem levar horas ou um tempo maior, se a quantidade de radiação não for tão elevada.

As alterações da célula podem ser estruturais, funcionais, podendo chegar a morte celular.

Efeitos sobre o Núcleo: O núcleo é mais sensível a radiação do que o citoplasma e dentro do núcleo, os locais mais sensíveis são os cromossomos e o DNA. A irradiação sobre o núcleo pode provocar inibição da divisão celular. Alterações cromossômicas relacionadas ao ciclo celular podem ser de dois tipos.

Aberração em cromátides- Acontece no ciclo G2, depois de ocorrer a síntese de DNA e há ruptura de uma cromátide.

Aberração cromossômica- Ocorre na fase G1, depois da mitose e antes de acontecer síntese, em que se rompem dois braços dos cromossomas.

É mais frequente as aberrações em fase  G2 do ciclo celular .Geralmente , há reparo destas quebras de cromátide, de braço de cromossoma por um conjunto de enzimas na célula, mas se este reparo não for realizado, porque há outras estruturas como enzimas,que devido a radiação estão também  alteradas na célula,elas  não realizam este reparo.Se não houver reparo, pode ocorrer rearranjo destes fragmentos e resultar em alterações graves.

Os cromossomos tem o DNA  e o DNA por sua vez  é formado por suas bases nitrogenadas.Se houver alteração na sequência linear das bases , o DNA passa a enviar informações errôneas para síntese de proteínas.A  transcrição do DNA em RNA pode não ocorrer, interrompendo a síntese de proteínas, alterando metabolismo celular, levando a morte da célula. Se as alterações alterarem as características hereditárias da célula, isto resulta em uma mutação..A mitose pode ocorrer mais lentamente ou ser  completamente inibida devido a radiações.

Geralmente, células que estão se dividindo no momento que foram radiadas chegam a completar aquela divisão. Mas se a irradiação ocorrer antes da divisão, as células podem ter um retardo na divisão mitótica.

Se a célula possui normalmente alta atividade mitótica, como células hematopoiéticas, a alteração nesta capacidade mitótica pode gerar a morte da célula.

Citoplasma

As principais alterações no citoplasma seriam a desintegração de organelas como mitocôndria e Complexo de Golgi. A membrana celular pode ter um aumento de sua permeabilidade, gerando alterações das concentrações citoplasmáticas de íons e isto afetará  transmissão de impulso nervoso, devido ao desequilíbrio eletrolítico.

Efeitos sobre o tecido :

Tecidos hematopoiéticos são extremamente sensíveis a radiação. Já os tecidos musculares e nervosos são capazes de suportar mais doses de radiação, sem apresentar rapidamente lesões aparentes.. O efeito principal sobre os tecidos é a hipoplasia, podendo levar a alteração funcional e chegar a transformação maligna das células. Este efeito carcinogênico pode ficar estável em um período de latência por vários anos até expressar esta alteração, que definirá um quadro de câncer

Efeito somático:

O efeito das radiações é maior nas célula menos diferenciadas .É maior também o efeito da radiação  em células  grande capacidade de divisão.A Radiossensibilidade, isto é a sensibilidade a radioatividade é diretamente proporcional  a atividade mitótica e inversamente proporcional ao grau de diferenciação celular proporcional , isto é quanto maior a atividade mitótica, por exemplo, célula hematopetica , mas sensível a radiação estas células serão.Já  células musculares e nervosas, que tem  menor capacidade de mitose,terão  menor a radiossensibilidade.Quanto mais diferenciada for a célula , menor a sensibilidade a radiação

Desta forma podemos classificar as células como:

Radiosensiveis: Células do tecido linfóide, células do tecido hematopoiético, células do epitélio gastrointestinal e células germinativas, o cristalino.

Radioreativas: Células epiteliais, endotélio vascular, do tecido ósseo, células da córnea,fibras elásticas e colágenas

Radioresistentes Células renais, hepáticas, endócrinas, ósseas cartilagem madura, célula muscular, nervosa

A quantidade de radiação que estamos expostos é dado pela unidade de exposição ,uma unidade de medida chamada de Roenteng e tem como símbolo R.Já a quantidade de radiação que absorvemos é medida por uma unidade de medida chamada Rad

Os efeitos somáticos da radiação  dependem das doses de  radiação que o indivíduo é exposto

Suportamos até 5R de exposição a radiação por ano ou seja a 0,1 R/semana, sem causar danos ao organismo

Se o indivíduo for submetido a altas doses em um período curto de tempo, classificamos esta dose de radiação como aguda

Se o indivíduo for submetido a pequenas doses e estas estão distribuídas por um intervalo de tempo, classificamos a dose como crônica

Quanto maior a área irradiada ,os  tendem aparecer  mais precocemente e com maior gravidade.

Se aplicarmos uma mesma dose aos indivíduos,os mais jovens serão mais sensíveis que os adultos

A radiação alfa é mais maléfica, sendo mais ionizante que a radiação X

O tempo entre a exposição da radiação e aparecimento de sintomas chamamos de período de latência

Classificamos as moléstias causadas pela radiação de agudas ou crônicas.Serão agudas se levaram até 60 dias após a exposição a radiação para se manifestarem.Serão crônicas se levar até 30 anos para exibirem sintomas ,tempo em anos que está dentro do  o período de latência para neoplasias.Então ,até 30 anos após a exposição de radiação podem aparecer sintomas referentes a câncer.

A Síndrome aguda das radiações ocorre quando o indivíduo é submetido a uma dose muito elevada , de uma só vez.Este tipo de síndrome ocorre quando há acidentes nucleares de Chernobyl.Esta Síndrome pode se caracterizar por uma síndrome hematopoiética e geralmente pode haver um período de latência de três semanas e os sinais são hipoplasia da medula óssea, leucopenia, trombocitopenia e anemia.Pode ocorrer a morte em até 8 semanas, devido a infecções e hemoragias, já que glóbulos brancos e plaquetas caem os níveis consideravelmente.Pode ocorrer uma Síndrome Gastrointestina, com alterações nas células epiteliais no intestino delgado, com ulcerações,vômito, perda de sais minerais, desiquilíbrio eletrolítico, desidratação e morte pode ocorrer em até 15 dias.Outra Síndrome é do Sistema Nervoso Central , podendo levar a edema,necrose de neurônio, meningite,confusão, tremores, ataxia , com.O período de latência é bem curto ,correspondendo a poucas horas depois da exposição.A morte pode ocorrer por aumento da pressão intracranianaem cerca de 2 a três dias.  

Existe um outro tipo de efeito d eradiação, , chamado de moléstia aguda frusta e recebe este nome devido ao estado debilitado dos pacientes.É o tipo de efeito percebido em pacientes submetidos a radioterapia para tratamento de neoplasia.

As moléstias crônicas relacionadas a radiação podemos citar a leucemia e carcinoma da tireóide.

Quando ocorre exposição a radiação em mulhres gestantes, se tiverem no período de primeira a segunda semana dedesenvolvimento , provavelmente levará ao óbito

Ocorrendo da segunda a sétima semana de desenvolvimento há sérios riscos de anomalias, sendo que doses parceladas são mais prejudicias do que doses únicas de radiação nesta situação de gravidez.Se a radiação ocorre nas etapas de desenvolvimento de órgãos, os órgãos qundo anômalos podem levar a morte neo natal.Pode acontecer um fenômeno chamado de moisacismo no embrião, isto é , algumas células são afetadas e sofrem mutações e outras não, isto gera efeitos deletérios .

As mutações podem ocorrer em células somáticas ougerminitavas.As somáticas afetam apenas o individuo que a tem e seria por exemplo os casos de câncer que afeta aquela pessoa em particular.Já as mutações de células germinativas, podem ser deletérias para geração seguinte , geralmente são alterações dadas por gens recessivos e precisam as vezes de mais  gerações para se expressarem.Por isso alguns sobreviventes de Hiroshima e Nagazaki não detectaram  mutações , porque estavam mascaradas em gens recessivos introduzidos na população , demorando algumas gerações para se expressar.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s